PORTAL UTP
Web

Alunos de Direito da UTP e da FAE realizam o julgamento de Otelo

Neste sábado, dia 19 de novembro, alunos do curso de Direito da Universidade Tuiuti do Paraná e da FAE realizarão um julgamento sobre a obra “Otelo, o Mouro de Veneza”, escrita em meados do século XVII, por William Shakespeare. O evento será no Tribunal do Júri e, além dos alunos, responsáveis pela defesa e acusação de Otelo, ainda estarão presentes atores, jurados e o juiz, que é o presidente do Tribunal. Os ingressos estão à venda com os alunos e custam R$ 25,00, mais um brinquedo. A verba arrecadada e os brinquedos serão doados para obras assistenciais. Mais informações pelo telefone (41) 9 9743-9855.

Segundo o coordenador do curso de Direito da UTP, Péricles Coelho, “Um júri simulado acrescenta muito na vida dos acadêmicos, pois um advogado precisa conhecer além das leis, a sociedade, e a literatura é a tradução da nossa sociedade”, comenta.

Os acadêmicos optaram pela obra de Shakespeare porque, muito embora tenha sido escrita no século XVII, ainda é polêmica e atual, por abordar questões como racismo, traição, amor e ciúme. “Otelo proporciona excelente discussão, capaz de gerar um amplo debate entre acusação e defesa. Um ótimo exercício para os acadêmicos” defende o coordenador de Direito da FAE, Karlo Vetorazzi.

Um pouco sobre a história do julgamento de Otelo

A obra escrita entre os anos de 1599 a 1604 é uma das peças mais encenadas de William Shakespeare. A história trágica conta a história do general mouro Otelo ao serviço de Veneza, e que se apaixona à primeira vista por Desdêmona, a filha de Brabâncio um dos senadores mais poderosos da cidade.

O amor é correspondido e Otelo, de volta à Veneza após uma longa batalha, se casa com Desdêmona, mas de maneira sigilosa. O pai, ao saber do enlace dos dois, fica furioso, mas acaba perdoando a filha. Os dois parecem viver na mais plena harmonia, quando Otelo, o sábio e discernido general, acaba sendo envenenado pelo personagem Iago, que o invejá em diversos aspectos.

Iago por meio de um plano diabólico, mas muito eficaz, faz Otelo crer que sua adorada esposa Desdêmona o está traindo com Cássio, outro personagem da história. Otelo cego e envenenado pelo ciúme torna – se um homem descontrolado e acaba matando Desdêmona, movido pela manipulação ardilosa e cruel de Iago, que ainda recebe a ajuda de sua esposa, que era dama de companhia de Desdêmona.

Serviço

Evento: O Julgamento de Otelo

Quando: dia 19 de novembro, às 18h30

Onde: Tribunal do Júri de Curitiba – Rua Ernâni Santiago de Oliveira, 268 – Centro Cívico – Curitiba/PR

Investimento: R$ 25 + um brinquedo

Ingressos: podem ser adquiridos pelo telefone (41) 9 9743-9855

Tweet about this on TwitterShare on FacebookGoogle+

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!