Clínica de Psicologia - UTP - Universidade Tuiuti do Paraná

A Clínica-Escola e Serviços de Psicologia da UTP caracteriza-se por ser uma sistematização de atividades de ensino, pesquisa e extensão desde 1976, como órgão de apoio didático-científico. Sua função é dar suporte aos alunos em seus estágios curriculares obrigatórios e práticas profissionais, contribuindo para sua formação profissional, assim como atender a comunidade, servindo ao compromisso da universidade e do profissional em formação para com a sociedade.Os atendimentos são realizados por alunos do sétimo e oitavo semestres (psicodiagnóstico) e pelos nono e décimo semestres (atendimento psicoterapêutico), assim como profissionais alunos da pós-graduação em Psicologia Clínica. As consultas são acompanhados por professores que supervisionam a prática de acordo com as abordagens psicológicas (Psicanálise, Cognitivo-comportamental, Analítica, Gestalt Terapia, Sistêmica, Psicodrama, Psicoterapia com enfoque em sexualidade).Também existem os serviços de Psicologia, organizados a partir de projetos/programas de extensão que são elaborados conforme a necessidade na formação profissional e/ou demanda atual. Exemplos de serviços são:• Prevenção de Maus-tratos contra crianças e adolescentes;
• Serviço de Orientação Profissional (SOP);
• Atendimento a Transtornos Alimentares;
• Psicoterapia em enfoque na Sexualidade;
• Serviço de Acompanhamento Terapêutico (SAT).

Desde a implantação da clínica-escola, seu intuito é elaborar seus serviços buscando contemplar a demanda existente em cada momento sócio-histórico da comunidade.

O curso de pós-graduação com especialização em Psicologia Clínica possui duração de dois anos, onde o Psicólogo escolhe a abordagem que gostaria de aprofundar e praticar (Psicanálise, Cognitivo-Comportamental, Analítica, Psicodrama, Sistêmica, Gestalt, Corporal, Sexualidade), utilizando-se da estrutura da clinica-escola em sua especialização e contando com todos os recursos e apoio para seu desenvolvimento profissional. Portanto, os objetivos da clínica-escola e serviços de Psicologia são:

• Possibilitar ao aluno a experiência de articulação teórico-prática através dos atendimentos à comunidade;
• Propiciar ao aluno a apropriação de abordagens psicológicas, exercitando postura ética e a formação profissional;
• Proporcionar ao aluno a oportunidade de contato com a visão de Psicologia aplicada ao campo da saúde menos eletista e mais condizente com a realidade da comunidade atendida;
• Oportunizar ao aluno conhecer e participar do fluxograma de todas as atividades envolvidas no processo de atendimento clínico, desde a triagem até o tratamento do paciente;
• Disponibilizar à comunidade serviços de Psicologia com qualidade e caracterizados pela acessibilidade;
• Fornecer ao aluno da pós-graduação a especialização e a atualização necessárias ao seu desenvolvimento profissional.
Para o desenvolvimento de seus serviços, a clínica-escola da Universidade Tuiuti do Paraná possui ao seu dispor a seguinte estrutura física:
• Secretaria da clínica equipada para o desenvolvimento dos serviços;
• 21 salas de atendimento, sendo 14 de atendimento adulto (3 monitoradas), 4 de atendimento infantil (1 monitorada) e 3 salas de grupo (2 com sala de espelho);
• Sala de monitoração;
• Sala de espera para pacientes;
• Sala de espera para alunos;
• 8 salas de supervisão/orientação de pesquisa;
• Sala de arquivo e consulta de artigos e relatórios de estágio;
• Sala da administração da clínica-escola e serviços em Psicologia.

A Clínica está em local de fácil acesso, servido por várias linhas de ônibus, ofertando atendimento para crianças, adolescentes, adultos e idosos, disponível à clientela de diversas rendas financeiras (com valores executados conforme possibilidade do paciente).

O horário de atendimento à comunidade é das 8 21h de segunda à sexta-feira, e das 9 às 13h aos sábados. A secretaria funciona das 8 às 22h de segunda à sexta, e aos sábados das 9 às 13h.

Para iniciar o atendimento, o paciente entra em contato telefônico ou pessoalmente, fornecendo dados como nome, idade, telefones e disponibilidade de horário. Assim que algum aluno tiver a mesma disponibilidade de horário, contata o paciente e agenda a primeira sessão, a qual se constitui por uma entrevista de levantamento da problemática/queixa para o próprio atendimento/serviços em Psicologia ou para possíveis encaminhamentos para outras áreas de atendimento (Fonoaudiologia, Fisioterapia, Terapia Ocupacional, Enfermagem, Nutrição, Psicopedagogia) ofertadas pela Universidade Tuiuti do Paraná.

Os atendimentos acontecem na própria Clínica, localizada no campus Sidnei Lima Santos (Barigui), e os pedidos de consulta podem ser feitos pessoalmente, ou através do telefone: 3331-7846.

ENDEREÇO E COMO CHEGAR (ÔNIBUS)
Rua Sydnei Antonio Rangel Santos, 238

Linhas de ônibus:
Tuiuti-Barigui (term. Campina do Siqueira)
Bigorrilho (Pça Tiradentes)
Savóia (Pça Tiradentes)

Serviços ofertados pela Clínica-escola e Serviços de Psicologia

Prevenção de Maus Tratos Contra Crianças e Adolescentes

Coordenação: Prof. Dra. Maria da Graça Saldanha Padilha – CRP: 08/0775.

Uma sociedade que não cuida dos seus filhos será no futuro uma sociedade comprometida. Por serem parte das causas da violência crescente, os maus-tratos contra crianças e adolescentes têm sido uma área bastante importante de estudo e pesquisa para a Psicologia. Esta ciência acredita que um processo de reeducação do comportamento da família e de outros agentes socializadores que acolhem crianças e adolescentes em situação de risco é um dos caminhos de atenção a essa problemática.

O psicólogo é o profissional encarregado de cuidar das relações pessoais e sociais. A Psicologia é uma ciência que estuda o comportamento humano. Muito além de sua busca científica, ela também busca orientar, através de esclarecimentos dos aspectos psicológicos que envolvem as relações entre as pessoas e, mais especificamente, entre pais e filhos.

SOP – Serviço de Orientação Profissional

Coordenação: Profa. Ms. Rosa Maria Silva Endo – CRP: 08/07406-3.

Qualquer ação ou atividade exercida pelo homem é considerada trabalho. Já a profissão é o trabalho que garante o sustento, supre as necessidades e proporciona a satisfação pessoal. Pelo menos três quartos da vida as pessoas passam trabalhando, isto reforça a importância de uma escolha profissional que permita alcançar estes objetivos propostos. A decisão em torno de uma profissão é uma das fases de vida que hoje mais tem representado estado de tensão e ansiedade nos jovens.

A fim orientar este processo de escolha, a Universidade Tuiuti do Paraná disponibiliza o SOP. Seus objetivos: ajudar a tomar decisões imediatas; proporcionar conhecimento acerca de si mesmo e do mercado de trabalho; auxiliar no aprendizado de processos mais eficientes de tomada de decisão.
Nestes casos, o psicólogo atua como mediador que estimula a “auto-reflexão”, orientando para que a pessoa descubra seu próprio caminho, seus interesses e afinidades. Desta forma, uma das escolhas mais difíceis pode ser feita de maneira consciente e mais confortável.

Atendimento em Transtornos Alimentares

Os transtornos alimentares têm aumentado sua prevalência nos últimos anos em função da pressão social pelo “corpo magro”. Este fato pressupõe que sucesso e beleza estejam associados, impondo às mulheres o dever de terem um corpo perfeito. Alguns estudos estimam que de 0,5% a 1% da população feminina jovem é anoréxica e entre 1 e 3% é bulímica. Pesquisas americanas indicam que a maioria das garotas que não aceitam ou não gostam de seu corpo estão entre 12 e 15 anos e que 78% das meninas com idade superior a 16 anos apresentam problemas relacionados a hábitos alimentares e imagem corporal.

O ambulatório de transtornos alimentares fora criado com o objetivo de oferecer atendimento a pessoas portadoras de anorexia, bulimia, obesidade e diabetes.

Psicoterapia com Enfoque na Sexualidade

Coordenação: Prof. Dra. Maria Cristina Antunes – CRP 08/09051.

Considerando a estreita relação entre psiquismo e sexualidade humana, que se constitui em uma das estruturas que organiza e sustenta a identidade. Em virtude de estar atenta para sua importância para a constituição da pessoa, a Universidade Tuiuti do Paraná, juntamente com sua Clínica-escola de Psicologia, oferece à comunidade orientação e atendimento psicoterápico sobre aspectos da saúde, como: os transtornos; como as dificuldades e os problemas relacionados à identidade sexual; as disfunções sexuais masculinas e femininas; o desenvolvimento sexual das diferentes etapas da vida; a pessoas vítimas de violência sexual; o relacionamento interpessoal e do casal; a pessoas portadoras de doenças sexualmente transmissíveis, entre outros.

SAT – Serviço de Acompanhamento Terapêutico

Coordenação: Prof. Luiz Henrique Ramos – CRP: 08/03698.

O serviço de acompanhamento terapêutico é um serviço realizado para pacientes – sejam crianças, adolescentes ou adultos – como tratamento alternativo, oportunizando a sua integração social. Prima-se pelas atividades de aprendizado, recreação e lazer, com metodologia própria e adequada ao paciente. Este serviço é destinado principalmente a pacientes que não podem se deslocar até a clínica, com diagnóstico de psicose, debilidade mental, pacientes terminais, transtornos do estado de humor, patologias do consumo (adições, alcoolismo, obesidade, anorexia, etc).

LAPEE – Laboratório de Pesquisa do Esporte e do Exército 

Coordenação: Prof. Ms. Beatriz Lílian Dorigo – CRP: 08/6615 CREF: 1556-G PR.

As questões relacionadas com os aspectos psicológicos do rendimento no esporte de competição, bem como no que se refere às atividades físicas de bem estar e saúde, são reconhecidas como determinantes da correta gestão dos processos, tanto pelo cidadão interessado nessas práticas, como pelos técnicos, preparadores físicos e demais profissionais da área.

A atuação do psicólogo pode estar voltada para o esporte de alto rendimento, tanto no nível individual como no grupal, realizando diagnóstico para determinação de perfil individual ou coletivo, transformação de padrões de comportamento que intervêm na prática de atividade física regular e/ou competitiva. Também pode elaborar e orientar programas e estudos de atividades esportivas educacionais, de lazer e de reabilitação. Orienta pais ou responsáveis em relação à escolha da modalidade esportiva; colabora na compreensão das relações de ensino e aprendizagem e das relações inter e intrapessoais em ambientes esportivos.

Portanto, o atendimento pode ser dar individualmente na clínica-escola de Psicologia ou como assessoria a equipes, entidades e clubes esportivos.

Serviços de Psicologia Escolar

Coordenação: Profª Ms. Irene Prestes – CRP 08/1877.

Esse dispositivo de atendimento em psicologia escolar/educacional foi criado para produzir coletivamente desconstruções de saberes instituídos e reflexões das práticas educativas. O serviço de psicologia escolar/educacional trabalha a partir da queixa escolar e busca melhorar o envolvimento entre aluno/escola/família. Nesse âmbito o psicólogo tem a função de mediatizar as relações entre os atores escolares para que participem de encontros onde possam construir ações transformadoras, as quais, possibilitem a abertura para sujeitos implicados com novas formas de fazer escola, educação e ensino. O trabalho educativo do psicólogo escolar/educacional deve ser de eliminar os processos de desumanização e alienação responsáveis pelo sofrimento psíquico.

Laboratório de Estudos e Pesquisas em Estresse, Qualidade de Vida no Trabalho e Psicodinâmica do Trabalho

Coordenação: Prof. Raphael Henrique C. Di Lascio – CRP 08/0967

Professores participantes: Francisco Mario P. Mendes, Marilu Benatto Silva, Fabio Ricardo Santos, Marcos Marins e um convidado Paulo Roberto (doutorando em Madri)

O Laboratório tem por objetivos:

• Estudar e Pesquisar Qualidade de Vida no Trabalho as causas e efeitos do Stress na população de Curitiba;
• Investigar e pesquisar temas relevantes no campo do psicodinamismo do trabalho visando diagnóstico, prevenção e intervenção;
• Mobilizar professores, profissionais e, posteriormente, alunos de cursos da área da saúde e áreas afins interessados no tema para participar do programa;
• Efetuar levantamento e organização de referencial bibliográfico pertinente ao tema;
• Realizar pesquisas de diversas naturezas que subsidiem informações relevantes para divulgação e ações interventivas posteriores;
• Discutir, elaborar e avaliar programas de prevenção e/ou tratamento;
• Produzir material científico relacionado ao programa.

Quartas na UTP

Coordenação:
Profª Ms. Ana Cláudia Nunes Wanderbroock – CRP 08/04868.
Profª Ms. Cláudia Cibele Bitdinger Cobalchini – CRP 08/07915.

No Brasil, o envelhecimento populacional é crescente, por isso há a necessidade dispor de profissionais preparados para lidar com a velhice e idosos. O Envelhecimento (processo), a velhice (fase da vida) e idoso (resultado final) constituem um conjunto cujos componentes estão intimamente relacionados.
O desafio é desenvolver um projeto de intervenção sócio-educativo, numa perspectiva de educação permanente, em que o idoso se torne agente do seu próprio desenvolvimento, dialogando com a sociedade e interagindo com as outras gerações.

Este tipo de intervenção passa, sobretudo, pela valorização do idoso e seu potencial de aprendizagem, caracterizando um processo de experiências culturais, psicossociais, socioeducativas, e até com efeitos terapêuticos, a fim de contribuir para a prevenção de doenças, maior mobilidade do idoso, sensação de bem-estar físico e psicológico.

• Incentivar a capacitação de profissionais e/ou a formação futura de profissionais mais aptos para trabalharem com pessoas idosas nas diferentes áreas do conhecimento acadêmico;
• Compartilhar conhecimento Universidade e Comunidade;
• Estimular o diálogo interdisciplinar através de atividades integradoras que envolvam várias disciplinas e induzam à criação de relações entre disciplinas e saberes;
• Promover o reconhecimento da velhice como uma realidade digna de investimentos intelectuais e financeiros e acolher os recursos humanos, profissionais e acadêmicos desejosos de trabalhar com o idoso.

O Programa de Educação Continuada para o Idoso acontece semanalmente, todas as quartas-feiras, com duração de duas horas. Os conteúdos abordados pelo programa serão em torno temas relacionados à saúde (entendido no sentido mais pleno, abordando questões sobre lazer, administração de relações cotidianas, etc). O público alvo são pessoas maiores de 45 anos.

Terapia de Grupo em Crianças 

Coordenação: Profª Maria Otília Holz – CRP 08/0603.

O atendimento em grupo de crianças visa não só absorver a grande demanda infantil, mas também confirmar a autenticidade que a terapia de grupo em crianças pode proporcionar.

Com a intervenção psicológica em grupo, desde uma escuta e observação psicanalítica, procura-se:

• Promover a auto-estima da criança;
• Promover a adequação de comportamentos nos vários contextos de vida – social, familiar, escolar;
• Estimular capacidades de controlo de impulsos;
• Desenvolver estratégias adequadas de identificação, expressão e gestão emocional – raiva, tristeza, ansiedade, medo;
• Desenvolver capacidades de adaptação a novas situações;
• Treinar capacidades de resolução de conflitos e tomada de decisão;
• Promover a estabilidade emocional e o bem-estar geral;
• Desenvolver capacidades de relacionamento interpessoal;
• Promover a aceitação e o respeito por si mesmo e pelo outro;
• Prevenir comportamentos de risco;
• Oportunizar a vivência dos limites;
• Maior conscientização da falta, da sexualidade e das perdas de cada um;
• Maior tolerância às frustrações;
• Maior conscientização daquela que em si trabalha de sua verdade e desejo.

No desenvolvimento das sessões de grupo são  utilizados materiais/recursos diversos, entre eles brinquedos (ludoterapia), desenhos livres, recortes e dobraduras de papel. A utilização de uma técnica analítica especialmente adaptada à criança permite encontrá-la na análise lúdica.

Responsável: Luiz Henrique Ramos email – CRP: 08/03698
Campus: Prof. Sydnei Lima Santos (Barigui)
Telefone: (41) 3331-7836 / 3331-7846
Endereço: Rua Sidney Antonio Rangel Santos, 245
Bairro: Santo Inácio
CEP: 82.010-330